Blog

Reflexões, artigos, dicas e outras ideias interessantes relacionadas à internet


ago 11 0

Publicidade Online: Facebook rastreia histórico de usuários

Rede monitora atividades de perfis com o intuito de aprimorar os anúncios exibidos e ignora opção de privacidade previamente configurada no browser 

Embora o painel de notificações do Facebook informe que está “melhorando o sistema de publicidade e oferecendo aos usuários mais controle” é recomendável ficar atendo às condições de privacidade.

Anúncios personalizados  x Privacidade do usuário

A rede social sempre exibiu anúncios com base no comportamento dos perfis – tipos de páginas e temas que já foram curtidos e conteúdos compartilhados na linha do tempo. Porém, a empresa anunciou, em junho, que passará a acompanhar as ações de usuários também em sites, aplicativos e anúncios. Ou seja, todo o histórico de navegação na web será rastreado, com o intuito de oferecer anúncios personalizados, de acordo com os interesses de cada um.

O procedimento se resume a uma coleta de informações dos “cookies” armazenados na memória do navegador de cada usuário – arquivos que guardam informações buscadas e visualizadas.

Inicialmente, a mudança se aplica apenas aos Estados Unicos, mas o Facebook já antecipou que a ideia é expandi-la para todo o mundo.

Outros serviços já utilizam mecanismos semelhantes com o intuito de exibir anúncios mais relevantes para cada usuário. O Google é pioneiro no uso de algoritmos rastreadores e conta com o Google Adwords, ferramenta para elaboração de anúncios, como a sua principal fonte de renda.

Preferências de anúncio

A mudança também contempla o lançamento das “preferências de anúncio”. A nova ferramenta indica o motivo da exibição de determinado anúncio e permite que os interesses sejam editados. Portanto, caso não seja fã de eletroeletrônicos, o usuário pode remover essa categoria das suas preferências.

Como evitar o rastreamento?

Infelizmente, as opções de não-rastreamento dos navegadores – como a “Do Not Track” do Google Chrome e do Safari – não serão respeitadas pelo Facebook. A única maneira de bloquear o monitoramento será por meio da solicitação de exclusão da Digital Advertising Alliance, sistema mundial que articula a exibição de propagandas na web. É só acessar o formulário da DAA, selecionar o site no qual não deseja ver anúncios e clicar em “Submit your choices”.

Nos dispositivos móveis, há a possibilidade de recusar o rastreamento pelos controles que o iOS e o Android oferecem.

Android

Vá até Config. Google > Anúncios > Desativar anúncios com base em interesses.

iOS

Basta ir em Ajustes > Geral > Restrições > Publicidade (na seção “Privacidade”) > Limitar Publicidade Rastreada.

 

Compartilhe

Fernanda Lacotix

Cinema, moda e música são influências na vida e em todas as suas escolhas. Estudante de Comunicação Social - Jornalismo na UFMG, já atuou em boletins, colunas online e sites de organizações.


Comentários