Blog

Reflexões, artigos, dicas e outras ideias interessantes relacionadas à internet


jun 04 3

Reset the Net: campanha mobiliza internautas em prol de uma rede mais livre

Em 5 de junho completa um ano que Edward Snowden iniciou o vazamento de documentos da NSA, a Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos. Ou seja, um ano que veio a público a notícia sobre a espionagem em massa na internet, realizada pelo governo estadunidense em diversas partes do mundo, inclusive no Brasil.

Por isso, a organização Fight for the Future criou a campanha Reset the Net, que convoca pessoas de todo o mundo a lutar por uma rede mais livre. Diversos sites manifestaram apoio à iniciativa e prometem “reiniciar a internet”.

Como será o ‘Reset the Net’?

A ação acontecerá no dia 5 de junho de 2014. Sites e aplicativos que apoiam a causa colocarão no ar uma splash screen azul com o nome do movimento e links para mais informações. Os organizadores da campanha conclamam os usuários a assinar o seguinte compromisso: “em 5 de junho, vou tomar medidas fortes para proteger a liberdade na internet da vigilância em massa realizada por governos. Espero que os serviços que eu uso façam o mesmo”.

“Don’t ask for your privacy. Take it back.”

Fight for the Future

Pacote de privacidade

O Reset the Net também oferece um pacote de privacidade com ferramentas gratuitas de criptografia, como Redphone, para chamadas telefônicas e mensagens de texto; GPG, para e-mail; e Pidgin, para mensagens instantâneas.

Confira o vídeo da campanha

Apoio

Empresas como Google, Reddit, Credo, Mozilla, Imgur e DuckDuckGo aderiram à causa da Fight for the Future.

Além de apoiar a campanha, o Google deu sua própria contribuição: uma extensão do Chrome para criptografia de dados trocados via e-mail.

Quer participar da campanha?

Veja como colocar a splash screen em seu site e garanta seu pacote de privacidade.

Para saber mais sobre o movimento, clique aqui.

Compartilhe

Fernanda Lacotix

Cinema, moda e música são influências na vida e em todas as suas escolhas. Estudante de Comunicação Social - Jornalismo na UFMG, já atuou em boletins, colunas online e sites de organizações.


Comentários